Caso Azealia: como fazer da polêmica uma oportunidade?

Caso Azaleia: como fazer da polêmica uma oportunidade?

Logo no primeiro dia útil de 2017, a marca de calçados Azaleia foi alçada ao trending topics do Twitter por um assunto que nem dizia respeito à empresa. Uma polêmica envolvendo a rapper americana Azealia Banks e internautas brasileiros fez surgir as hashtags #Azaleia e #DenunciemAContaDaSandalia.

Apesar da polêmica envolvendo o nome da empresa, a marca manteve uma postura de cautela não se pronunciando nas redes sociais de imediato. Por meio de sua assessoria de imprensa, afirmou ao Meio & Mensagem que lamentava “que seu nome estivesse envolvido no episódio” e que, por mais que os nomes fossem parecidos, a fabricante não tem nada a ver com a polêmica.

Na última terça-feira, 3, em um post em sua conta no Twitter, a Azaleia brincou com o tema ressaltando que “apesar da confusão, sempre vale lembrar que a Azaleia tem orgulho de ser brasileira”.

A marca ainda criou a hashtag #SigaAContaDaSandalia. O caso traz à tona a discussão do tom de uma marca ao se pronunciar sobre determinados temas nas redes sociais. De acordo com Marcos Bedendo. sócio consultor na Brandwagon Consultoria de Branding e Inovação, o caso é efêmero, mas demanda um julgamento rápido da empresa. “A marca entrar na discussão potencialmente ajuda mais na dispersão da polêmica fazendo ela durar mais e alcançar maus pessoas. Se essa não for a intenção, melhor deixar passar”, observa.

Bedendo lembra que se a marca for agir, que mantenha um tom bem humorado e leve para a parte positiva. “Exemplo, essa Azaleia ama os brasileiros ou algo assim. Aproveita a discussão, mantém a identidade da marca, mas não se envolve diretamente com ela. Agir diretamente na polêmica pode causar percepções diferentes do que a marca quer transmitir. Mesmo que acabe sendo positivo, dificilmente consegue estar alinhado às premissas de comunicação da marca”, diz o especialista.

Segundo Victor Azevedo, especialista digital do IBMEC, a Azaleia teve em mãos uma oportunidade única. “Ela pode pegar toda movimentação para si e reverter essa polêmica em algo extremamente positivo, mandar comunicados de que não tem haver com toda essa polêmica pode soar superficial, sem engajamento.” De acordo com ele, quando ocorre uma situação como essa ela tem que ser aproveitada. “A marca pode mostrar também seu descontentamento com as palavras ditas pela rapper e se posicionar de forma irônica e se couber usar do humor”, conclui.

Fonte: Meio&Mensagem

Comente

Your email address will not be published.